top of page

Primeiro semestre de 2023 confirma forte queda no consumo de gás natural em SC

Resultado de volume de vendas de janeiro a julho de 2023 da concessionária estadual foi 34% inferior a 2022; volume é o pior auferido desde 2010 quando o mercado de consumo ainda estava em desenvolvimento


O volume de vendas de gás natural em Santa Catarina manteve a tendência que vem sendo registrada desde agosto de 2022, fechando o primeiro semestre de 2023 com quase 35% de queda no volume vendido ao mercado de consumo na comparação com o ano anterior.


Com reflexos das revisões de contrato de suprimento que sofreram forte ágio desde as medidas adotadas a partir de 2019, a queda da retirada de gás está associada à destacada perda de competitividade em tarifas - o estado hoje tem a segunda tarifa para o mercado industrial de grande consumo mais cara do Brasil, quando até 2019 figurava entre as menos custosas do país - e ao aumento dos investimentos das concessionária local que passou a repossionar seus negócios para o atendimento ao mercado residencial que possui como principal tipicidade a incidência de maiores custos operacionais.


Os mercados mais afetados foram o automotivo, que revelou queda de 46% no consumo de Gás Natural Veicular (GNV) nos primeiros seis meses do ano, e o industrial que retirou 38% menos volume que em 2022. Já o consumo do mercado residencial, que respondeu no mesmo período por apenas 0,43% do consumo entre todos os segmentos atendidos, cresceu 6%.


34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page