top of page

Ciclos, tecnologia e uberização

Resumo: Este artigo analisa os indicadores comerciais do GNV identificados nos ciclos de vida do produto em uma das unidades subnacionais do Brasil, considerando os fatores econômicos, sociais e tecnológicos que influenciam nos gargalos de crescimento deste segmento de mercado do gás natural. Para produzir os resultados, foram utilizadas teorias dos ciclos (econômicos longos e médios e de vida do produto), discussões teóricas-empíricas sobre o papel do trabalho informal como fenômeno social oriundo de nova tecnologia, além de realizar pesquisa com usuários do produto e com especialista técnico do setor de conversões de veículos. Como resultado tem-se que o GNV, no estado de Santa Catarina, é um produto que produz resposta comercial de forma diretamente associada ao fator competitividade na comparação com os concorrentes gasolina e etanol; sua base de crescimento, formada a partir do mercado de motoristas de aplicativos, é insustentável no médio e longo prazo; e a estagnação tecnológica e de oferta e promoção do produto contribuem para um ciclo descendente importante de consumo que pode levar ao desaparecimento do produto, considerando a aplicação em frotas leves.


Palavras-chave: GNV; Gás natural; Ciclo de vida do produto;

Uberização; Tecnologia.


16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page