top of page

Biometano em SC: os modelos de Pomerode e Itapiranga como inspiração para Braço do Norte

Resumo: Considerando o destacado potencial de geração de biometano em Santa Catarina, o trabalho apresenta o modelo em implantação em Itapiranga, no Extremo Oeste do estado, e a descontinuidade de projeto executado em Pomerode, no Vale do Itajaí, como referências para aproveitar dessa forma energia renovável em Braço do Norte, no Sul do estado, tendo como fonte os dejetos da suinocultura. O referencial teórico-metodológico considera a interdependência das seguintes categorias: modo de produção; formação social; e espaço (Milton Santos), além da lógica urbano-industrial como produto dessas três categorias e pêndulo de desigualdade regional no Brasil (Ignacio Rangel), e ainda o papel dos oligopólios do mercado energético como ponto de resistência/atraso ao processo de transição e remodelação de matrizes (Armen Mamigonian). Além disso, como base de sustentação empírica para a pesquisa, utiliza a realidade da concentração verificada na aplicação do uso do gás natural na Fachada Atlântica catarinense, a possibilidade de promover novas alternativas de operação de infraestruturas energéticas  como modal GNL, redes de gasodutos isoladas e aproveitamento de biometano (Leonardo Estrella). Como resultado, o estudo alerta que a viabilidade de projetos de produção de biometano exige investimentos, normatizações e leis a serem promovidas pelos estados subnacionais, e que os programas de produção devem ser vinculados ao cooperativismo da suinocultura catarinense. Ao avaliar as potencialidades do biometano em Braço do Norte, mostra oportunidades em razão da demanda industrial do ramo ceramista local e da importante concentração produtiva de suínos na região. 


Plavras-chave: biogás; Santa Catarina; gás natural; suinocultura; desenvolvimento regional.


63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page